TUCA PUC 1977
EU QUASE QUE NADA SEI. MAS DESCONFIO DE MUITA COISA. GUIMARÃES ROSA.

quarta-feira, 30 de abril de 2008

Ser feliz é...


Mediocridade...

Imagem: Millor
Frase cap-tirada do Blog do Noblat


Tirando o feijão, o feijãozinho que todo mundo come, nós teríamos uma inflação de 4,4. Se tirássemos leite e derivados, diminuiria mais 0,3 [ponto percentual].”
Receita do ministro da Fazenda, Guido Mantega, para reduzir a taxa de inflação anual

Não quero mais...


Assim rasteja a humanidade (frase do Solda)


Ultimo dia do leão....


Saia justa




Existem coisas que o dinheiro não compra. No caso de Ronaldinho uma reprise: uma tamanha tolice pensar que dinheiro compra gente, compra cocaina, delegado.... etc. Confundir vida privada com pública é um problema....

Bronca boa!

Imagem: Pavel Kaplu

Gostei e trouxe para cá: dp Blog de Marina W

"Pra mim, ler blogs é como descer para um porão cheio de prateleiras de livros bolorentos que você é obrigado a ficar folheando. Prosa ruim, incontáveis resmas de prosa ruim! Falta disciplina, a pessoa acha que qualquer coisa que passa pela sua cabeça é importante ou interessante para os outros. Dizem que o melhor de escrever um blog é que não precisa editá-lo -- que é liberdade de expressão sem o controle institucional. É, pode ser, mas escrever não é masturbação -- você tem que se auto-editar." Camille Paglia

Recomendação de Ms. Paglia: mais drama e teatro e um senso estético da linguagem. 29.10.01

Na Má-ringa


Do Blog de Angelo RIGON


De acordo com a pesquisa divulgada ontem pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, a população de rua em Maringá é superior à média nacional. Foram pesquisadas 71 cidades (48 municípios com mais de 300 mil habitantes e 23 capitais), apresentando-se uma média nacional de 0,061% de moradores de rua. Maringá, com 325.968 habitantes, apareceu com 0, 069% - perdendo apenas para Curitiba (0,154%), mas ganhando de Londrina (0,0595).Proporcionalmente, portanto, Maringá tem mais moradores de rua que Londrina e a média das outras 70 cidades pesquisadas. Aqui foram pesquisados 226 moradores, contra 296 de Londrina (que tem 497.833 habitantes). A tabela abaixo é de O Estado do Paraná.
Imagem: Olaf
Veja alguns trechos da entrevista de WOODY ALLEN A vida é trágica da Folha de São Paulo
Cineasta expõe sua "visão sombria e pessimista" sobre a condição humana e conta que o assassinato é um ato dramático que o "interessa muitíssimo"
Aos 72, Woody Allen lança "O Sonho de Cassandra", que estréia hoje no Brasil, reclamando de Hollywood, da velhice, da crítica e até de seus filmes... Em entrevista a Bruno Lester, da International Feature Agency, nega que seja um "intelectual": "Não me interesso por livros complicados". Allen comenta ainda o lado trágico de "Cassandra", em que Ewan McGregor e Colin Farrell vivem irmãos endividados que recebem proposta para cometer um crime. (DA REDAÇÃO)
PERGUNTA - Do que trata "O Sonho de Cassandra"? WOODY ALLEN - É simplesmente a história de alguns jovens muito simpáticos que se envolvem numa situação trágica, em função de suas fraquezas e ambições. A intenção deles é boa. Eles foram educados com decência, mas os acontecimentos e seus próprios atos os conduzem a um final trágico.
PERGUNTA - Como "Crimes e Pecados", é sobre morte e culpa. ALLEN - Sempre me interessei pelo assassinato e pelo lado sombrio do drama e da tragédia. O assassinato é uma das ferramentas que dramaturgos e cineastas vêm usando há séculos para elucidar o que querem mostrar, quer fossem tragédias gregas, Shakespeare ou, mais adiante, os suicídios nas peças de Arthur Miller. Tirar a vida é um ato muito dramático e que me interessa muitíssimo.
PERGUNTA - Fazia algum tempo que você não criava um drama. ALLEN - Acontece que meus pontos fortes mais evidentes sempre foram cômicos, mas eu sempre quis ser um escritor trágico -escritor de materiais trágicos. Finalmente, agora que estou ficando mais velho, estou tendo a chance de fazê-lo.

terça-feira, 29 de abril de 2008

Aposentados no governo Lula


Ronaldo, é um fenômeno mesmo!

Ontem todos puderam ver e ouvir Ronaldo, o chamado fenômeno, envolvido com 3 travestis e cocaina. É um fenômeno mesmo; fenômeno de tolice e dinheiro.


Hummm



Enviada pelo Zé de Arimatéia.

Obrigada!

De olho nas eleições de outubro!


Por falar nisso, a Vila Esperança, na Mà-ringa só tem buraco nas ruas e calçadas!

Upa, upa...


PAC!


Uau!


Até Santo Antonio!



deu em o globo
Santo Antônio perde subsídio de vereador
Parlamentares da Câmara de Igarassu agora vão dar contribuição do próprio bolso
De Letícia Lins:
Por pressão do Ministério Público, a Câmara Municipal de Igarassu, em Pernambuco, suspendeu o pagamento mensal de um salário mínimo a Santo Antônio. Considerado vereador da Casa desde os tempos do Império, o santo recebia uma remuneração perpétua. A verba era repassada a um convento construído em sua homenagem no município. Os vereadores revogaram uma lei de 1994. Antes dela, outra legislação, de 1951, conferia a Santo Antônio um benefício anual.
A recomendação para que o soldo do santo fosse suspensa partiu da promotora Maria Lizandra de Carvalho, que justificou não ver amparo legal na remuneração do santo.
O presidente da Câmara, Waldemir Nunes de Souza, o Maguila (DEM), que era contra a cassação do subsídio de Santo Antônio, informou ontem que os vereadores decidiram se cotizar para manter a tradição. Em vez de ter o subsídio pago pelo Poder Legislativo, o patrono agora receberá o valor mensal custeado pelos próprios vereadores. Cada um dará uma contribuição mensal de R$ 41,50. Leia mais em O Globo

Popular!


segunda-feira, 28 de abril de 2008

????


dengue...so


Aliados...

O movimento político mais arrojado não é aquele que restaura a paz no Rio de Janeiro que está no meio de uma guerra contra a dengue e o narcotráfico. Nem aquele da Educação...ou aposentados... É o movimento dos aliados para as eleições de outubro de 2008 e para presimente de 2010. FHC tentou estabilizar o PSDB com Serra, mas o Aécio também quer o lugar da presimência. Os petistas apóiam o playboy mineiro, e o Fernando, O Garboso estica a corda para São Paulo. Para eles, a camiseta da Base Aliada, feita por Guto Cassiano.

De olho nas eleições de outubro!


Depois da perícia científica


domingo, 27 de abril de 2008

Olhem, eles são tão felizes!

Foto de Graeff, Agência O GLOBo, do Blog de Ricardo Noblat

parece que o PT de MG decidiu: vão às urnas em 2008 e, talvez, em 2010, com o PSDB. Eis a FRENTE AMPLA: ou seja, cabem nela todos os picaretas de todos os partidos.

Quem é...?


Bases aliadas e suas ....


Lula aos aposentados: vade retro...


No PÁ-rana!


Do Blog/Jornal Recomeço, organizado pela Glória Reis

Alunos espancados no Paraná
BARBÁRIE
Policiais espancam alunos dentro de uma escola pública
Para ver o vídeo clique aqui
Comentário do blog
A que ponto chega a barbárie neste país: representantes do Estado atacam adolescentes dentro de uma instituição do Estado, apoiados por funcionárias educacionais do Estado. A secretária da escola alega que não puderam impedir porque "são autoridades, estão na função deles". Além de insensível, são ignorantes: considerar que policiais podem espancar. Não dá mais para camuflar. Estamos vivendo o tempo dos assassinos, o fascismo à brasileira.
Imagem: Inferno, de Bosch

Domingão. Sem TV a cabo, sem vontade de andar um pouco, fico em casa lendo, terminando um projeto e vendo a TV de esguelha. Não adiantou fugir. Acabei vendo na TV os peritos do Caso Isabella. Parece que não há mais dúvida: pai e madrasta estão envolvidos. Tenho usado eufemismo para falar deste assassinato. É chato falar da morte de crianças. Não gosto daqueles comentários que alguns fazem: "se fossem crianças pobres, a imprensa não faria este espetáculo". Creio que este espetáculo televisivo ocorreu também (também , viram!) porque a família de classe média, avô advogado, pai advogado e porque tudo conspira contra a criança assassinada... Explico: apesar da perícia da polícia investigativa, o avô da Isabella insistirá na inocência do filho. Eu me pergunto: nós, pais e mães, acobertamos nossos filhos em seus erros mais profundos? Não somos capazes de puni-los nem quando merecem? Ou somente os pais de classe média alta fazem isso? Não tenho resposta. Só penso que este avô da Isabella não estava tão ligado à sua neta como a gente pensa que deveria estar. Nem sempre temos vínculos afetivos em família.

Fraudes? Vá ao BLOG Anti-fraude!

Vi no Blog Do Noblat, visitei e gostei.
Veja em http://www.fraudes.org

Monitor das Fraudes
"O Monitor das Fraudes é o primeiro site em Português sobre fraudes, golpes, lavagem de dinheiro, corrupção e outros perigos que existem na vida privada e no mundo financeiro e dos negócios.O site, focado especialmente na realidade do Brasil, tem como objetivo informar sobre estes perigos e sobre as políticas e os cuidados a serem tomados para reconhecer estelionatários e casos de estelionato e evitar ser vítima de uma fraude, de um golpe ou ter outros problemas.É ferramenta indispensável para os profissionais da área de controle de riscos e para formação e prevenção."

Lá também proibem mendigos na cidade

Da UOL, ROMA, 27 Abr 2008 (AFP) -
O prefeito de Assis, cidade italiana onde nasceu e morreu São Francisco (1182-1226), devoto aos pobres, decretou a proibição de mendigos, informou o jornal La Reppublica.
A medida impede a mendicância a menos de 500 metros das igrejas, lugares de culto, praças e edifícios públicos, segundo o documento assinado pelo prefeito de esquerda Claudio Ricci.
Também foi proibido sentar e deitar no chão.O prefeito justificou a medida como forma de "preservar o caráter sagrado de Assis, sem renunciar à noção de acolhimento"."Mendigar não é um delito. Não entendo por que proibir adotando esta lei.
Ainda que algumas pessoas se aproveitem, ajudar as pessoas é sempre uma coisa boa", defendeu o presidente do Conselho Pontifical Justiça e Paz, Renato Martino.
"São Francisco é o santo dos pobres e sua doutrina continua sendo atual. Por isso não compreendo esta nova medida", acrescentou.
Para o padre Vincenzo Coli, responsável por um convento franciscano de Assis, "é difícil dizer o que São Francisco faria hoje em dia, já que os tempos mudaram".
"Mas ele recomendava mendigar apenas se o trabalho não fosse suficiente para se sustentar", declarou o religioso.Filho de um comerciante, São Francisco fundou a ordem dos franciscanos e dedicou sua vida ao cristianismo e à pobreza após uma curta experiência militar.

sábado, 26 de abril de 2008

...


Ai!


Do Blog da Marina W
"Quando Deus criou o mundo, botou o dedo no Rio e falou: vai ser a cidade mais bonita do mundo. Para o Rio compensar a genialidade de Deus é preciso escolher alguém que tenha compromisso com Deus".
Lula, no palanque de Crivella, na Cinelândia. 12.08.06

OI compra Brasil telecom? Oia, aí tem!


Propaganda...

Anúncio em um jornal, do BLOG AMIGOS DO FREUD
Mikaela - Lindíssima, irresistível, seios fartos, bumbum de ouro, corpo escultural, nível universitário, poliglota, educadíssima, super-carinhosa.
Tenho tantas qualidades que nem sei porque é que fui virar prostituta.

E o BNDES, hein?


Zope
Mais uma quedrilha foi pega com as mãos no dinheiro público. Advogados famosos, funcionários....

Lula veta aumento nas aposentadorias

do Blog do Toinho de Passira
Fonte: Agência Estado
Se dizendo preocupado com os efeitos da aprovação, no Senado, do projeto que estende o reajuste do salário mínimo a aposentados e pensionistas, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai cobrar dos líderes governistas uma reação na Câmara para evitar que os aposentados tenham acesso a esse reajuste.
Durante reunião com a Coordenação Política, formada pelos ministros mais próximos do presidente, Lula manifestou contrariedade também com a aprovação pelos senadores da emenda que garante mais R$ 23 bilhões até 2011 para a saúde, e do fim do fator previdenciário, que estimula as pessoas a adiar o pedido de aposentadoria, de forma a conter o crescimento do déficit nas contas da Previdência Social.
Lula argumentou que os parlamentares não apontaram as fontes dos recursos para compensar os gastos dos três projetos e disse que, sem a contrapartida das receitas, eles não podem ser aprovados na Câmara.
O presidente reiterou que a vinculação do aumento do salário mínimo às aposentadorias e pensões compromete seriamente a política de aumento do ganho real do salário quer dizer, o novo pensamento da metamorfose ambulante, é que os velhinhos aposentados, podem viver com aumentos menores que os dado ao salário salário mínimo, distanciando os que são inativos dos ativos, que vai de encontro a preceitos constitucional, disfarçados em manobras do Planato, tidas como legais, mas longe, muito longe da ética e dos antigos princípios do Partido dos Trabalhadores, quando oposição.
O senador Alvaro Dias (PSDB-PR), lembrou em pronunciamento, que o aumento de 0,5%, nas taxas de juros, determinada pelo COPOM, causa um aumento no serviço mensal da dívida interna, em reais, por mês, o que a correção do aumento dos aposentados, causaria em um ano. A maior dificuldade para os líderes governistas na Câmara combaterem agora o que já foi aprovado é o fato de que, no Senado, os projetos eram de autoria dos petistas Paulo Paim (RS) e Tião Viana (AC), apoiados pela oposição nas votações.

E agora, Aécio?

O governador de Minas Gerais, neto do Tancredo e playboy assumido caiu do altos das alianças. Fazia aliança com o PT local, mas não foi bem avaliado pelo PT nacional. Em São Paulo, Serra chuta Alkmin e sai na frente de Aécio, junto com Quércia. Quanta aliança quebrada!

Inflação...


Enigma

a Polícia Federal já sabe quem elaborou o dossiê...Fotocharge do Guto Cassiano

Pão...


quinta-feira, 24 de abril de 2008

Qual é o script?

CONTARDO CALLIGARIS A turba do "pega e lincha" Folha de São Paulo, 24/4/08
Querem linchar para esquecer que ontem voltaram bêbados e não sabem em quem bateram
NA ÚLTIMA sexta-feira, passei duas horas em frente à televisão. Não adiantava zapear: quase todos os canais estavam, ao vivo, diante da delegacia do Carandiru, enquanto o pai da pequena Isabella estava sendo interrogado.
O pano de fundo era uma turba de 200 ou 300 pessoas. Permaneceriam lá, noite adentro, na esperança de jogar uma pedra nos indiciados ou de gritar "assassinos" quando eles aparecessem, pedindo "justiça" e linchamento. Mais cedo, outros sitiaram a moradia do avô de Isabella, onde estavam o pai e a madrasta da menina. Manifestavam sua raiva a gritos e chutes, a ponto de ser necessário garantir a segurança da casa.
Vindos do bairro ou de longe (horas de estrada, para alguns), interrompendo o trabalho ou o descanso, deixando a família, os amigos ou, talvez, a solidão -quem eram? Por que estavam ali? A qual necessidade interna obedeciam sua presença e a truculência de suas vozes?
Os repórteres de televisão sabem que os membros dessas estranhas turbas respondem à câmera de televisão como se fossem atores. Quando nenhum canal está transmitindo, ficam tranqüilos, descansam a voz, o corpo e a alma. Na hora em que, numa câmera, acende-se a luz da gravação, eles pegam fogo. Há os que querem ser vistos por parentes e amigos do bar, e fazem sinais ou erguem cartazes. Mas, em sua maioria, os membros da turba se animam na hora do "ao vivo" como se fossem "extras", pagos por uma produção de cinema. Qual é o script? Eles realizam uma cena da qual eles supõem que seja o que nós, em casa, estamos querendo ver. Parecem se sentir investidos na função de carpideiras oficiais: quando a gente olha, eles devem dar evasão às emoções (raiva, desespero, ódio) que nós, mais comedidos, nas salas e nos botecos do país, reprimiríamos comportadamente.
Pelo que sinto e pelo que ouço ao redor de mim, eles estão errados. O espetáculo que eles nos oferecem inspira um horror que rivaliza com o que é produzido pela morte de Isabella. Resta que eles supõem nossa cumplicidade, contam com ela. Gritam seu ódio na nossa frente para que, todos juntos, constituamos um grande sujeito coletivo que eles representariam: "nós", que não matamos Isabella; "nós", que amamos e respeitamos as crianças -em suma: "nós", que somos diferentes dos assassinos; "nós", que, portanto, vamos linchar os "culpados".
Em parte, a irritação que sinto ao contemplar a turma do "pega e lincha" tem a ver com isto: eles se agitam para me levar na dança com eles, e eu não quero ir. As turbas servem sempre para a mesma coisa. Os americanos de pequena classe média que, no Sul dos Estados Unidos, no século 19 e no começo do século 20, saíam para linchar negros procuravam só uma certeza: a de eles mesmos não serem negros, ou seja, a certeza de sua diferença social. O mesmo vale para os alemães que saíram para saquear os comércios dos judeus na Noite de Cristal, ou para os russos ou poloneses que faziam isso pela Europa Oriental afora, cada vez que desse: queriam sobretudo afirmar sua diferença.
Regra sem exceções conhecidas: a vontade exasperada de afirmar sua diferença é própria de quem se sente ameaçado pela similaridade do outro. No caso, os membros da turba gritam sua indignação porque precisam muito proclamar que aquilo não é com eles. Querem linchar porque é o melhor jeito de esquecer que ontem sacudiram seu bebê para que parasse de chorar, até que ele ficou branco. Ou que, na outra noite, voltaram bêbados para casa e não se lembram em quem bateram e quanto.
Nos primeiros cinco dias depois do assassinato de Isabella, um adolescente morreu pela quebra de um toboágua, uma criança de quatro anos foi esmagada por um poste derrubado por um ônibus, uma menina pulou do quarto andar apavorada pelo pai bêbado, um menino de nove anos foi queimado com um ferro de marcar boi. Sem contar as crianças que morreram de dengue.
Se não bastar, leia a coluna de Gilberto Dimenstein na Folha de domingo passado. A turba do "pega e lincha" representa, sim, alguma coisa que está em todos nós, mas que não é um anseio de justiça. A própria necessidade enlouquecida de se diferenciar dos assassinos presumidos aponta essa turma como representante legítima da brutalidade com a qual, apesar de estatutos e leis, as crianças podem ser e continuam sendo vítimas dos adultos.
*********************
COMENTÁRIO: é este sentimento que alguns comentaristas de rádio e Tv passam para mim quando pedem repressão aos estudantes e usuários dos bares próximos à Universidade. Freud nos ajuda a fazer uma reflexão quando damos uma de justiceiros cegos.

Rui disse:


Rui comenta o corte de verbas para a EDUCAÇÃO por Lula.


Cara Marta:

Aí como cá, na universidade mais antiga de Portugal e uma das mais vestutas da Europa: a de Coimbra, cidade chamada de "Lusa Atenas".

Para além dela, todas as universidades estatais de Portugal, atravessam uma crise sem precedentes na distribuição dos dinheiros públicos vivendo uma vida franciscana.

Com disse algúem (cito de memória), se pensam que a Educação é cara, experimentem a ignorância.

O tremor ...




...


Abismo de Rosas

http://www.youtube.com/watch?v=d55eu5zvoJI&feature=related
Dia de saudade de alguma coisa perdida..... Ouça música de Dilermando Reis

Hum...


Sempre MÁ, a Má-ringa!

Do BLOG do Angelo Rigon
Artesãos entram na justiça contra prefeitura
Na reunião da Associação dos Artesãos de Maringá, realizada na noite de ontem, os associados foram surpreendidos com a informação dada pelo seu presidente, Leonil Lara, de que não poderiam expor para venda seus produtos artesanais na Feira da Canção, que começa na próxima sexta-feira.
A decisão de proibir os associados, daquela associação, partiu da gerente de Turismo da Secretaria da Indústria, Comércio e Turismo, agora no governo Shinji Gohara. Isso se deve ao fato da responsável pela gerência ter criado a Feira da Seresta, que está localizada na Travessa Jorge Amado e decidiu que quem não participasse da sua feira também não iria participar quando da realização da Feira da Canção e Feira das Nações.
A decisão, embora esteja no espírito da administração cidadã do PP, é tida como autoritária pelos artesãos.
A Feira da Seresta, "que de seresta não tem nada", diz um leitor, acontece num local aonde somente passa estudantes a caminho da UEM. Como comerciantes, muitos artesãos entenderam que o local é impróprio para a localização da tal feira, pois eles têm despesas com deslocamento, têm trabalho de montar e desmontar sua barraca e acabam indo para casa sem vender nada por falta de compradores.
Resultado: a decisão da gerente, Rosângela Danielides Arrabal, obrigou o presidente da Artemar a entrar com uma liminar, para garantir aos associdados o direito comercializar seus produtos na Feira da Canção.
*********************************
Comentário: que isto sirva de lição a todos que votaram nos Barros. Esta decisão é para lá de autoritária! Basta ser amigo do rei e se põe como dona do pedaço. Parabéns aos artesãos que não abaixaram a cabeça!

Braziu!

Braziu!

Arquivo do blog

Marcadores