TUCA PUC 1977
EU QUASE QUE NADA SEI. MAS DESCONFIO DE MUITA COISA. GUIMARÃES ROSA.

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Coco disse:

coco disse...
Muito bonita seu página blog.La corruptela e generalizada en tudu o mundo. ¿Ha politicos honestos? Eu no los conozco.En Canarias, donde eu vivo incluso a prensa es comprada pelo politicos y empresarios.Muito obrigado.
31 de Agosto de 2007 09:16
Coco: Obrigada! Grande abraço!

Estado largo....

Recebi do Ronaldo Ferraz:
Nomeados no Diário Oficial 21/08/07 , exclusivamente para o GABINETE PESSOAL do Presidente da LULA:
18 cargos de DAS 5 com salário de 8.400 reais por mês cada
= gasto de R$ 151.200,00 por mês 03 cargos de DAS 6 com salário de 10.448 reais por mês cada
= gasto de R$ 31.334,00 por mês
Total de 21 cargos com gasto mensal de R$ 182.534,00
fora todos os outros cargos que já existiam no Gabinete Pessoal do Presidente LULA.

Nº 892 - N O M E A R FANIE OFUGI RODRIGUES MIRANDA, para exercer o cargo de Diretor de Gestão Interna do Gabinete-Adjunto de Gestão e Atendimento, do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 101.5, ficando exonerada do que atualmente ocupa. Nº 893 - N O M E A R JOSÉ HENRIQUE OLIVEIRA DE SOUZA, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete-Adjunto de Gestão e Atendimento, do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerado do que atualmente ocupa. Nº 894 - N O M E A R ROGÉRIO AURÉLIO PIMENTEL, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete-Adjunto de Gestão e Atendimento, do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerado do que atualmente ocupa. Nº 895 - N O M E A R BISMARCK DE MOURA ALCÂNTARA, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete-Adjunto de Gestão e Atendimento, do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerado do que atualmente ocupa. Nº 896 - N O M E A R JULIO CEZAR BERSOT GONÇALVES, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete-Adjunto de Gestão e Atendimento, do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerado do que atualmente ocupa. Nº 897 - N O M E A R RICARDO DE ALMEIDA COLLAR, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete-Adjunto de Gestão e Atendimento, do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerado do que atualmente ocupa. Nº 898 - N O M E A R SWEDENBERGER DO NASCIMENTO BARBOSA, para exercer o cargo de Chefe de Gabinete-Adjunto de Gestão e Atendimento, do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 101.6, ficando exonerado do que atualmente ocupa.
Nº 899 - N O M E A R RONALDO LUIZ CABRAL, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete-Adjunto de Informações em Apoio à Decisão, do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerado do que atualmente ocupa. Nº 900 - N O M E A R MAYA TAKAGI, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete- Adjunto de Informações em Apoio à Decisão, do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerada do que atualmente ocupa. Nº 901 - N O M E A R ALBERTO NOBRE MENDES, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete-Adjunto de Informações em Apoio à Decisão, do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerado do que atualmente ocupa. Nº 902 - N O M E A R MARISETE APARECIDA BEU RIBEIRO, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete-Adjunto de Agenda do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerada do que atualmente ocupa. Nº 903 - N O M E A R CLARA LEVIN ANT, para exercer o cargo de Chefe de Gabinete- Adjunto de Informações em Apoio à Decisão, do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 101.6, ficando exonerada do que atualmente ocupa. Nº 904 - N O M E A R NELSON AKIO FUJIMOTO, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete-Adjunto de Agenda do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5. Nº 905 - N O M E A R LEONILSE FRACASSO GUIMARÃES, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete-Adjunto de Agenda do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerada do que atualmente ocupa. Nº 906 - N O M E A R CEZAR SANTOS ALVAREZ, para exercer o cargo de Chefe de Gabinete- Adjunto de Agenda, do Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 101.6, ficando exonerado do que atualmente ocupa. Nº 907 - N O M E A R SANDRA PROCÓPIO DA SILVA, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerada do que atualmente ocupa. Nº 908 - N O M E A R WILLIAN SILVA BONFIM, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerado do que atualmente ocupa. Nº 909 - N O M E A R VERA LÚCIA LOUREDO BARRETO, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerada do que atualmente ocupa. Nº 910 - N O M E A R MEIRY ANDRÉA BORGES DAVID, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerada do que atualmente ocupa. Nº 911 - N O M E A R JÚLIO HECTOR MARÍN MARÍN, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerado do que atualmente ocupa. Nº 912 - N O M E A R JOÃO FERREIRA SANTIAGO, para exercer o cargo de Assessor Especial no Gabinete Pessoal do Presidente da República, código DAS 102.5, ficando exonerado o atual.
Comentário: depois tenho que ouvir de um capa preta da CUT (que está na direção há 18 anos com um salariozinho de R$12 mil, que, nós, professores universitários ganhamos muito. Que nojo!

Má-ringa!

Charge: Orlandelli

do BLOG Notícias da Província (de Má-ringa)

Pauta da Sessão da Câmara.
A pauta da reunião da Câmara está morna para hoje. Assuntos:
- Porto de Areia;
- Novos modelos de notebu;
- Apresentação do Novo Vectra;
- Alteração nome de rua;
- Denominação de nome de rua;
- Doação de pedras;
- Doação de terrenos para igrejas e associações;
- Proposição de nome para Cidadão Benemérito;
- Técnicas de extração de areia;
- Garantia extendida de tiptops;


Não é fácil ser vereador na Província. Com uma pauta dessa, dá pro Presidente Jão Alves cuidar dos negócios particulares no negócio particular dele?? É muita areia para o caminhãozinho da Câmara.


Comentário: de vez em quando vou com minha filha observar uma sessão. Aula de sociologia em campo. Na última vez, ela ficou furiosa. A pauta era: nome de campinho de futebol; título de cidadão benemérito a nem sei quem; anotamos os erros de português dos vereadores (dá uma tese de doutorado!)...
Quem quiser fazer dissertação em sociologia, letras ou área afim tem lá muitos temas. Alguns:
1- Os erros de concordância verbal nos discursos dos vereadores de 2000 a 2007 (sete anos é muito tempo, mas dá para encarar).
2- O número de projetos para cidadão benemérito que os vereadores da Má-ringá fizeram (quantos receberam, quem foram, por que...). Uma recordação nada política de uma Câmara política (sic).
3 - O número de projetos que foram feitos para privilegiar empresários e outros cidadãos nada beneméritos. A sociologia da vereança em Má-ringá (verificar a concessão de terrenos, Fundos de Vale, isençãode IPTU etc...).
4- Os projetos educativos da Câmara (formal e informal). Pode incluir aí, aqueles projetos de pintar a Escola Estadual do Jardim Alvorada etc etc.
Não vendo temas, nem faço teses ou dissertações para ganhar la plata. Mas, tenho idéias...


A gente sai da Câmara achando que o mundo é muito cruel com as pessoas inteligentes e muito legal com o antônimo de inteligente.

Renan fede....

Do Solda

Renan fede


Renan fede....


No Paraná, o calote da Previdência


da ADUEM – Associação dos docentes da Universidade Estadual de Maringá/Maringá, 31 de agosto de 2007.


CALOTE DA PREVIDÊNCIA


Após os aposentados terem conferido os seus contracheques, estes ficaram surpresos por não receberem o reajuste de 6,57% retroativo ao mês de maio. Tendo recebido somente referente ao mês de julho de 2007.Em contato com o Paraná Previdência, esta sugeriu que a ADUEM encaminhasse um ofício ao seu Presidente solicitando o pagamento imediato dos valores em atraso. Tal sugestão foi imediatamente acatada. Além disso, estamos tomando as medidas judiciais que o caso requer. É este o tratamento que o governo do Estado vem dispensando aos funcionários que por mais de 30 anos de serviço se dedicaram ao Paraná.ADUEM – Associação dos docentes da Universidade Estadual de Maringá.


Comentário: é a gestão Lula sendo mais rápida no Paraná com Requião e o séquito petista.

Psicologia ...

Do Blog O CAQUI
Aqui a gente escuta de graça e se bobear, até ajudamos a solucionar! Há há há! Tá com algum problema? Clique aqui e comente sobre ele! É o Lamento On-Line! Há há há!

Anônimo da Má-ringa disse...


Sobre a Solabia, fábrica que teve, pelas mãos e mentes do vereadores da Má- ringá tudo de BOM..IPTu isento por duas décadas... E, vc, seu pobre idiota que paga em dia seu IPTU, sinta-se um otário!

Anônimo disse...
Marta vc não sabe nem um pouquinho sobre a Solabia, o duro é que tenho um parente proximo(irmão) nesta maracutaia é triste é vergonhoso, na realidade o esquema é forte e é laranja de uma multinacional que tem fabrica em Jaquapitã-Pr e faz da tripa do boi eparina.

Cadê o ALI BABA?


De um BLOG BACANA. Sarapalha, de Tristão, Petrópolis


ESCÁRNIO
Acabo de ver na Globo News imagens de um suposto jantar do petê em homenagem aos réus do processo do mensalão. Aí é demais para o meu estômago. Isto é escárnio, isto é deboche, estão gozando a nossa cara a partir da segurança em que se sentem, gerada pelo estelionato, não apenas eleitoral, mas político-ideológico que praticaram contra 60% do povo brasileiro.

Confirmada a notícia, passo a considerar todo petelho como co-responsável por todos os atos praticados pelos 40 quadrilheiros. Aliás, por falar nos 40 quadrilheiros, a pergunta que não quer calar: Cadê Ali Babá?

A "minha Chefe" de Departamento


Ontem, quinta-feira, foi o Dia D...de reunião de departamento. Nossa "chefe" de Departamento é uma das melhores que já tivemos. Com desculpas a todos os outros. Mas, a profe Ednéia é de uma competência! Bem mais jovem do que eu, dá suas aulas, corre atrás da organização do departamento com um senso democrático invejável.


Uma pena que nós, profes, nem sempre estamos à sua altura. Não é fácil trabalhar em uma Universidade gerida por um governador rei, por trabalhadores insatisfeitos, e outras coisitas más. Mas, o dep. de Educação cresceu mesmo assim. Há pessoas como a Ednéia que são imprescindíveis.

Administra, dá aulas, faz pesquisa. É uma boa figura da Universidade.

Plebiscito em Maringá

Plebiscito do BLog do Rigon
De amanhã até o próximo dia 7, entidades de todo o país realizarão um plebiscito popular com o objetivo de discutir a reestatização da Companhia Vale do Rio Doce (privatizada no governo FHC), o pagamento da dívida externa, a apropriação dos recursos energéticos naturais pela iniciativa privada e a reforma da previdência que retirará direitos dos trabalhadores. Haverá urnas na UEM, Paço Municipal, Saop, Biblioteca Municipal (centro) e Hospital Municipal.Confira as perguntas aqui, aqui ou aqui.

"Congreçio" do PT











Mídia, um tema para todos no PT, Blog do NOBLAT
De Ricardo Galhardo em O Globo, hoje:

"No rastro das revelações feitas pela imprensa durante o julgamento dos mensaleiros no Supremo Tribunal Federal (STF), o 3 Congresso Nacional do PT será palco de críticas à mídia. Todas as chapas inscritas reclamam da atuação dos meios de comunicação desde o escândalo de 2005. Um texto da corrente radical Articulação de Esquerda que defende a revisão e a alteração de prazos e critérios nas concessões de rádio e televisão será debatido.

A Articulação de Esquerda tem apenas 12% dos delegados eleitos para o 3 Congresso Nacional e, segundo fontes petistas, dificilmente conseguirá aprovar o texto, considerado radical. Mas todas as outras correntes pedem mudanças no sistema de comunicação de massa. O ex-Campo Majoritário, por exemplo, pede a "concepção de $sistema de comunicação que combine a atuação do setor público, do setor privado e dos instrumentos de comunicação comunitária" e defende que o PT faça uma conferência nacional para debater o tema. Prega, ainda, a disseminação de rádios comunitárias para "fornecer conteúdos não necessariamente ligados aos consensos midiáticos da imprensa monopolista"." Leia mais em O Globo

"Integrantes do ex-Campo Majoritário, a maior corrente interna do PT, defenderam ontem que o partido preste solidariedade aos ex-presidentes petistas José Dirceu e José Genoino durante o 3 Congresso Nacional do partido, que começa hoje e vai até a domingo. Dirceu e Genoino são réus em processos por corrupção ativa e formação de quadrilha no Supremo Tribunal Federal.

— O PT precisa manifestar solidariedade aos acusados, principalmente aos ex-presidentes — disse o deputado José Nobre Guimarães (PT-CE), durante a reunião do ex-Campo Majoritário, grupo que está trocando o nome para Construindo um Novo Brasil.

Irmão de Genoino, Guimarães teve um assessor preso com dinheiro escondido na cueca em 2005. Ele foi ovacionado pelos demais participantes da reunião, entre eles os deputados Paulo Rocha (denunciado por corrupção passiva), Angela Guadagnin (a sambista da pizza ), José Mentor e o ex-deputado Professor Luizinho. O presidente do PT do Distrito Federal, Chico Vigilante, demonstrou preocupação com a possibilidade de outras correntes usarem a decisão do STF na disputa interna." Leia mais em O Globo

Comentário: Meu Deus, até o cuecão virou herói? Perdeu-se tudo, desde a cueca até os miolos. Razão? Esquizofrência. Todos estamos errados, elles estão certos.

Imagens: homenagem à cassa e caças preconizadsa pelos petistas à mídia "furiosa". PT pode ser o partido chavista do Brasiu!






Na renania, Renan pede apoio a Lula!!!!!


De Gerson Camarotti em O Globo, hoje: Do Blog do Noblat


"Diante da possibilidade de uma derrota expressiva, que se anunciava no Conselho de Ética, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), reviu a estratégia de levar logo o caso ao plenário — onde acredita que será absolvido pelo voto secreto. Na tentativa de conquistar mais votos, pediu o apoio do próprio presidente Lula, na noite de anteontem. A manobra de adiar a votação de ontem foi para ganhar tempo e tentar obter votos, principalmente os do PT. Lula se solidarizou com Renan, mas não garantiu os votos.

O que está em jogo são os votos de Augusto Botelho (PT-RR) e João Pedro (PT-AM), já que o de Eduardo Suplicy (PT-SP) é dado como perdido. O encontro com Lula aconteceu no Palácio do Planalto e foi intermediado pelo senador José Sarney (PMDB-AP), que participou da reunião, mas ontem já tinha embarcado para o exterior.

Na conversa com Lula, Renan e Sarney apresentaram uma situação que implicaria prejuízo para o Planalto. Fala$em uma articulação da oposição para impor dificuldades em votações. Renan foi sutil ao expressar a necessidade de o PT estar unido em sua defesa." Leia mais em O Globo
Enviado por Ricardo Noblat -

Sai, Renan....

PF abre investigação contra Renan
Blog do Noblat e da Folha de S.Paulo
, hoje:

"A Polícia Federal começou a investigar denúncia de um esquema de lavagem de dinheiro que envolveria o senador Renan Calheiros (PMDB-AL).
O caso teve em início em setembro de 2006, em depoimento prestado à Polícia Civil do Distrito Federal por Bruno de Miranda Ribeiro Lins. Ele relatou que seu ex-sogro, o empresário Luiz Carlos Garcia Coelho, manteria duas contas no exterior e operaria para políticos do PMDB, entre os quais o presidente do Senado.
Procurado pela Folha por telefone, Miranda confirmou as declarações à Polícia Civil, incluindo a citação a Renan. Evitando estender a conversa, disse que trabalhou com o ex-sogro, mas que preferia não falar mais por medo de retaliação." Assinante da Folha leia mais
Marco Jackbson, Folha de Londrina
Dalcio
Do Solda
Enquanto a Casa Civil revisava os despachos assinados na quarta-feira, o Duce preparava-se para os festejos da Semana da Pátria. Terá o gostinho de Hugo Chávez. Talvez até use farda, como o correligionário Nelson Jobim.
Fábio Campana [31/08/2007] O Estado do Paraná

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Do Blog Pérolas Políticas

Voto secreto, senATORES?




Má-ringá!


Do Blog do Rigon
Vereadores não querem WCs nas ATIs
Enquanto aumenta o saco de mediocridades, por obra e graça de vereadores maringaenses, na outra ponta soluções simples e que poderiam beneficiar diretamente a população são descartadas.Na sessão de hoje, com sete votos, foi rejeitado projeto de lei apresentado em regime de urgência pela vereadora Marly Martin Silva (Democratas) autorizando a implantação de sanitários públicos ao lado das Academias da Terceira Idade.Tem vereador que acha que quem vai às ATIs não fa xixi nem cocô.
Postado por Angelo Rigon
ENQUANTO isso:
Projeto beneficia multinacional
A mesma Câmara Municipal de Maringá que impediu que um requerimento questionando a poluição provocada pela Solabiá no distrito de Floriano fosse aprovado, na sessão de hoje, em segunda votação, autorizou, por 11 votos, que a mesma empresa fique isenta do pagamento de IPTU por 15 longos anos. Além disso, por iniciativa do Executivo, a Solabiá não pagará ISS sobre a construção civil e execução de obras de infra-estrutura no imóvel onde funciona, por conta do Prodem. Numa construção de 4,5 mil metros quadrados a empresa terá uma nova indústria de extração, onde seriam investidos mais de R$ 9 milhões.A Solabia contribuiu com declarados R$ 6 mil à campanha do prefeito Silvio Barros II, em 2004


Comentário: Que nome se dá a essa manobra Renana? Estes vereadores comem a Má-ringá.

Renan fede

Do Blog do Josias
Tempo fechado: Tasso chama Almeida Lima de 'palhaço', 'vendido' e 'boneca'

É devastador o relatório que pede a cassação do mandato do senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Assinado por Renato Casagrande (PSB-ES) e Marisa Serrano (PSDB-MS), o documento amontoa, uma sobre a outra, pelo menos oito evidências de que o presidente do Senado fraturou o decoro parlamentar.

São as seguintes as atitudes mencionadas no relatório (íntegra aqui) como atentados ao decoro decoro:

1) uso de lobista de empreiteira beneficiada com emenda de Renan ao Orçamento como intermediário nas relações monetárias com a ex-amante Mônica Veloso;
2) ausência de comprovação de disponibilidade financeira do senador para bancar a pensão à filha que resultou do relacionamento extra-conjugal;
3) irregularidades nas declarações do Imposto de Renda;
4) omissão de dados a respeito de contas correntes mantidas em nome do senador;
5) admissão de uso de verba indenizatória –destinada exclusivamente ao custeio de despesas relacionadas ao exercício do mandato— para financiar gastos pessoais;
6) sonegação à Receita Federal das informações relativas a empréstimo contraído por Renan na empresa alagoana Costa Dourada;
7) o presidente do Senado “mentiu” sobre os saques bancários. Disse que serviram para o pagamento da pensão à filha. Verificou-se que bancaram despesas que nada têm a ver com os repasses à jornalista Mônica Veloso;
8) Renan omitiu informações consideradas relevantes para as investigações.

Servindo-se da perícia realizada pela Polícia Federal, os relatores mencionaram tudo o que já se sabia –de negócios agropecuários inverossímeis a inconsistências patrimoniais. De quadra, conforme antecipado aqui no blog, rastrearam saques que Renan disse ter realizado para pagar a pensão da filha.

Descobriu-se que parte das retiradas bancárias foi carreada para o custeio de despesas que nada tinham a ver com a pensão. A novidade consta das páginas 61 e 62 do relatório. Diz o texto:

“De fato, a verificação comparativa entre a Declaração de IR e a documentação de suporte apresentada pelo representado [Renan] juntamente com sua defesa, demonstra que diversos cheques listados na planilha encaminhada a este Conselho como “saques em dinheiro”, informando que eram retirados para pagamento à sra. Mônica, na verdade se prestaram a pagamentos de imobilizações ou despesas com suas fazendas, representando, em 2004, valores superiores a R$ 550.000,00”. Há, na seqüência um quadro com a relação dos cheques e suas respectivas destinações.
Como previsto, o senador Almeida Lima (PMDB-SE), lugar-tenente de Renan no Conselho de Ética, leu um voto alternativo sugerindo a absolvição do colega. Para ele, o presidente do Senado foi submetido a acusações que constituem "um conjunto de ilações despropositadas". O objetivo seria "destruir a imagem do senador".
Caberá ao plenário do conselho decidir entre um e outro relatório. Sabendo-se derrotados, os milicianos de Renan pediram vista do processo, o que deve adiar a votação. O encontro traz a marca do tumulto. No ápice do rififi, um Leomar Quintanilha (PMDB-TO) que presidia os trabalhos de maneira claudicante, viu-se forçado a suspender a sessão.

Tasso Jereissati (CE), presidente do PSDB, referiu-se a Almeida Lima como “palhaço” e “vendido”. Diante da reação enfurecida do agravado, Tasso, esmerando-se nos trejeitos, chamou-o de “boneca”. Almeida Lima disse que a oposição queria castrar-lhe a palavra. E Arthur Virgílio (AM), líder do PSDB: “Ninguém está querendo castrar Vossa Excelência em nenhum sentido, muito menos no direito à palavra.”

No final da sessão, Quintanila tentou, como previsto, impor ao conselho o voto secreto. PSDB e DEM protestaram e exigiram que a decisão fosse transferida ao plenário. E prevaleceu, por 10 votos contra cinco, a tese de que a votação do pedido de cassação de Renan será aberta. O resultado antecipou o placar adverso a Renan na análise do relatório de Casagrande e Serrano.

Sentindo o cheiro de queimado, dois milicianos de Renan -Wellington Sangado e Gilvan Borges- pediram vista do documento. E a votação foi adiada para quarta-feita da próxima semana. Antes, a tropa de Renan tentará reverter no STF a decisão sobre o voto aberto.
Escrito por Josias de Souza às 18h50

Ministro Lewandowiski exagera em público

Do Blog do Josias texto e fotografia
Vão abaixo os principais trechos da imperdível reportagem de Vera Magalhães, veiculada nesta quinta-feira (30) pela Folha (só assinantes):

“Em conversa telefônica na noite de anteontem, o ministro Ricardo Lewandowski, do STF, reclamou de suposta interferência da imprensa no resultado do julgamento que decidiu pela abertura de ação penal contra os 40 acusados de envolvimento no mensalão. ‘A imprensa acuou o Supremo’, avaliou Lewandowski para um interlocutor de nome ‘Marcelo’. ‘Todo mundo votou com a faca no pescoço.’ Ainda segundo ele, ‘a tendência era amaciar para o Dirceu’.
Lewandowski foi o único a divergir do relator, Joaquim Barbosa, quanto à imputação do crime de formação de quadrilha para [...] José Dirceu, descrito na denúncia do procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, como o ‘chefe da organização criminosa’ [...].
O telefonema de cerca de dez minutos, inteiramente testemunhado pela Folha, ocorreu por volta das 21h35. Lewandowski jantava, acompanhado, no recém-inaugurado Expand Wine Store by Piantella, na Asa Sul, em Brasília.
Apesar de ocupar uma mesa na parte interna do restaurante, o ministro preferiu falar ao celular caminhando pelo jardim externo, que fica na parte de trás do estabelecimento, onde existem algumas mesas -entre elas a ocupada pela repórter da Folha, a menos de cinco metros de Lewandowski.
A menção à imprensa se deve à divulgação na semana passada, pelo jornal "O Globo", do conteúdo de trocas de mensagens instantâneas pelo computador entre ministros do STF, sobretudo de uma conversa entre o próprio Lewandowski e a colega Cármen Lúcia.
Nos diálogos, os dois partilhavam dúvidas e opiniões a respeito do julgamento, especulavam sobre o voto de colegas e aludiam a um suposto acordo envolvendo a aposentadoria do ex-ministro Sepúlveda Pertence e a nomeação -que veio a se confirmar- de Carlos Alberto Direito para seu lugar. Lewandowski chegou a relacionar o suposto acordo ao resultado do julgamento.
Anteontem, na conversa de cerca de dez minutos com Marcelo, opinou que a decisão da Corte poderia ter sido diferente, não fosse a exposição dos diálogos. ‘Você não tenha dúvida’, repetiu em seguidas ocasiões ao longo da conversa [...].

No geral, o ministro foi o que mais divergiu do voto de Joaquim Barbosa: 12 ocasiões. Além de não acolher a denúncia contra Dirceu por formação de quadrilha, também se opôs ao enquadramento do deputado José Genoino nesse crime, no que foi acompanhado por Eros Grau.
No telefonema com Marcelo, ele deu a entender que poderia ter contrariado o relator em mais questões, não fosse a suposta pressão da mídia. Ao analisar o efeito da divulgação das conversas sobre o tribunal, disse que, para ele, não haveria maiores conseqüências: ‘Para mim não ficou tão mal, todo mundo sabe que eu sou independente’. Ainda assim, logo em seguida deu a entender que, não fosse a divulgação dos diálogos, poderia ter divergido do relator em outros pontos: ‘Não tenha dúvida. Eu estava tinindo nos cascos’ [...].
Já prestes a encerrar a conversa, o ministro, que ainda trajava o terno azul acinzentado e a gravata amarela usados horas antes, no último dia de sessão do mensalão, procurou resignar-se com a exposição inesperada e com o resultado do julgamento. "Paciência", disse, várias vezes. E ainda filosofou: "Acidentes acontecem. Eu poderia estar naquele avião da TAM".
Além dos trechos claramente identificados pela reportagem, a conversa teve outras considerações sobre o julgamento, cuja íntegra não pôde ser depreendida, uma vez que Lewandowski caminhou para um lado e para outro durante o telefonema.

Logo após desligar, ao voltar para o salão principal do restaurante, Lewandowski se deteve para cumprimentar um dos proprietários, o advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, figura muito conhecida em Brasília e amigo de vários advogados e políticos -entre eles o próprio Dirceu, citado na conversa [...]."

No senado brasileiro, uma turma de velhos para lá de....


De Ricardo Noblat Caso Renan
"Calma, boneca"
- Palhaço - gritou o senador Tasso Jereissati (CE), presidente do PSDB, apontando o dedo para o colega Almeida Lima (PMDB-SE), que teve um faniquito, levantou da cadeira e só faltou sapatear na sala onde se reúne o Conselho de Ética do Senado, ocupado em decidir o destino do senador Renan Calheiros (PMDB-SE).

Tasso tem razão.

De Maria Lima em O Globo Online:

- Eu tenho um voto a apresentar, não adianta querer me cercear - protestou Almeida Lima.

Tasso levantou a voz e pediu calma, irritando o relator:

- No grito não. A força do direito sim, mas o direito à força não. Se V. Exca. sabe bater na mesa eu também sei. Estão querendo me castrar - reagiu Almeida Lima.

Tasso, que até então estava sentado e calmo, provocou o senador, fazendo trejeitos femininos:

- Calma, boneca!


- Senador, esse trejeito não lhe fica bem - reagiu Almeida Lima". Leia mais aqui)

Vejam entrevista com Roberto Romano

Julgamento do mensalão resgata a confiança no STF, diz Roberto Romano
Veja a entrevista em vídeo da Redação O Supremo Tribunal Federal decidiu abrir processo criminal contra todos os 40 denunciados de envolvimento no esquema do mensalão. Entre os réus, estão o ex-ministro José Dirceu e três ex-dirigentes do PT, José Genoino, Delúbio Soares e Silvio Pereira. O desfecho do julgamento das denúncias surpreendeu agradavelmente o professor de ética e política da Unicamp, Roberto Romano. "Boa parte a opinião pública brasileira se sentiu justiçada", diz. Para ele, o ponto mais importante do acolhimento das denúncias foi provar que não havia qualquer complô contra o governo, conforme este apregoava, e que as acusações baseavam-se em fatos concretos.
O professor atribui boa parte do sucesso do julgamento ao trabalho do relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, cuja peça acusatória foi isenta e muito bem feita. "Será muito difícil o trabalho da defesa", acredita.
E, na opinião dele, se a investigação também for bem feita, há grandes chances de os réus se transformarem em culpados. "Parece-me que o caminho é sem volta", afirma. Como "cabeça" do esquema de corrupção, Romano acredita que o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, será o mais penalizado na aplicação da sentença.
O grande legado desse julgamento, para Romano, é o "resgate da confiança da população em uma instituição que não era bem vista". Embora o STF nem sempre tenha julgado a favor do governo, ele lembra de experiências amargas que abalaram a imagem da instituição e o passado quase nulo de condenações. "Somos muito castigados em termos institucionais no Brasil", lamenta.Se esse é um passo rumo ao fim da corrupção? O professor acredita que não. Primeiro, devido a existência do foro privilegiado, que Romano classifica como um "passaporte para a delinqüência política". E, segundo, devido à centralização por parte da União da maior parte dos tributos brasileiros. É nesse ponto que começa a "feira de apoio ao governo", nas palavras de Romano. Isso porque, para receber verbas, Estados e municípios devem votar a favor do governo, explica. Na opinião do professor, é assim que muitos políticos se mantêm no poder: ao levar recursos para sua região, o que é algo difícil e realmente "surpreendente" dada a centralização do Estado, diz o professor, a população acaba votando no político, ainda que ele seja corrupto. Para ele, essa situação só será alterada quando ocorrer uma mudança na forma como são distribuídos os impostos no Brasil.
Postado por Roberto Romano
Entrevista de Roberto Romano a Herodoto Barbeiro CBN nacional
Conselho de Ética deve votar amanhã dois pareceres contra o presidente da Casa, Renan Calheiros. O voto pode ser secreto, mesmo sob protestos
Entrevista com Roberto Romano, professor de Ética e Política da Unicamp
Postado por Roberto Romano
Do Solda
O Duce deixa o JG e o 110 na estrebaria. Corre o trecho. Pela manhã faz inaugurações em Telêmaco Borba. Leva a tiracolo o caçulão, Stênio Jacob e Rogério Tizzot. Com a popularidade em queda livre, o que sobra é gastar o tempo com imagens para divulgar no sítio oficial e em alguma mídia não-convencional. Quem sabe, tem lá algum repórter da “Caros Amigos”.
Fábio Campana (30/08/2007) O Estado do Paraná.

Olá, gente querida1
... sai de manhã, cheguei agora a noite. Tratando de cefaléias e trabalhando. Fui a um pronto socorro por conta de cefaléia. Na terça. Cheguei as 15h e fiquei até as 18h. Estava cansada de esperar. Um senhor na frente estava balançando a mão. Pensei que era um AVC. Não, era Alzeimer. Desisti de apressar a enfermeira. Uma senhora do outro lado perguntou-me: Está doendo muito? E me contou sua vida. --- Sou bipolar.

Ah, eu disse.
Um outro senhor me disse que estava realizando um exame após uma cirurgia de câncer do cérebro. Ah, tã...

Fui atendida. Tomei uma injeção de corticóide no nervo da nuca.... Sarei. Ufa, gente. É melhor ter cefaléia... hehehe


Ainda por cima hoje teve coisas bombásticas: Renan e seu séquito. Cadê a Dona Ideli?? Não a vi!

Deu voto aberto, não? Putz, que senado inútil.

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Prevaricar


Do Blog Pura Goiaba
Pequeno dicionário goiabal ilustrado
Sempre achei "prevaricar" uma palavra sensacional, cujo som remete imediatamente à chanchada ou ao teatro de revista -"Elas Prevaricam... no Bububu do Bobobó!" ou algo assim. Se eu levar adiante meu projeto de dicionário ilustrado, esse verbete será necessariamente acompanhado por uma foto do Zé Trindade. Não é preciso esforço nenhum para imaginar o cara piscando o olho e perguntando: "Prevaricas? Tergiversas?" (é o mais próximo que o Bananão chegou do clássico "wink, wink, nudge, nudge" ).

Alguém pode observar que, embora a palavra esteja um tantinho démodée, o ato jamais saiu de moda, como o sujeitinho que preside o Senado -para citar apenas um exemplo recente- demonstra. Bem, isso apenas reforça a tese de um amigo, que já enunciei aqui e endosso: na Botocúndia, se você reprime a chanchada, ela retorna em forma de política. Pouco Zé Trindade e muito Renão, os males do Brasil são.

Cinema na UEM...


CINUEM convida
Nesta sexta-feira, dia 31/08, às 18h30min, no Auditório da FADEC, o CINUEM convida para a exibição de CAIAPÓ METUTIRE, Curta de 2004, dirigido por Flávio Barone e Renato Dutra, com duração de 40 min. O debate estará sob responsabilidade das Profª Valéria Assis (DFE) e Isabel C. Rodrigues (DHI). Estão todos convidados!
Abraços e até sexta-feira!
Fátima M. Neves (Coordenadora do CINUEM).

Chega,Renan!

Chega, Renan! saia da arena,ôps do senado!
Frank
do Solda
Prezada MarTaçuPliçi
Cumpanheira, as coisa aqui na China é bem diferente aí do Brasil. Aqui não tem baiano, não tem pernambucano, não tem carioca, não tem goiano. Não tem italiano, nem africano, nem zoropeu.
Nem índio tem aqui. É uma loucura, parece uma tinturaria gigante, só tem chinês.
Eu aqui estou cometendo muitas "garfield", como se diz em italiano, aqueles errinho de dipromacia que sem querer a gente se acomete, principalmente, nas hora de reconhecer as pessoa. As pessoa chinesa é tudo muito parecida uns conzotro.
Eu acho que as fotografia três por quatro aqui, pros documento, é vendida nos supermercado em saquinho de seis ou meia dúzia, nos tamanho pequeno, médium e pai de santo.
Outra coisa aqui que não me vai é as comida. As pessoa come muita coisa que não é de comer, como gafanhoto por exemplo. Tem gente que mata a cobra e come a cobra também. Felizmente, ninguém ainda me mostrou nada de mau.
As língua que as pessoa fala aqui também é muito difícil e até agora a Marisa e eu não trocamo uma palavra. A gente não aprendeu o chinês, não sabe inglês e quase esqueceu o portuguêis.
Mas tá dando pra ser virar, porque a gente faz muito sinal cas mão e as pessoa faz tudo o que a gente qué.
É incrível, mas aqui todo mundo me trata como seu fosse o presidente do Brasil. Credite, cumpanheira Marta. As parte escrita aqui não usa as letra que nem nóis tem o ABC, o analfabeto completo que vai de A a V. Eles desenha uns rabiscos bonito, mas eles chama de "um grama".
Todo fala que cada palavra é de um grama. Acho que pra escrever "um quilo" a gente faz mil desenho de um grama e aí dá tudo certo. Pelo menos os número aqui é que nem em português, é tudo pelo sistema desce mal. Apesar dos pesar, eu tô achando tudo muito interessante e tô aprendendo muitas coisa. Eu já sei, por exemplo, como os chinês dá nome pros filho que nasce. Eles vão no alto da escada cum uma latinha vazia.
Aí eles chuta a lata e conforme as latinha vai caindo nos degrais eles vão pondo o nome na criança: plim....pim... pom... lim...pem...tong... Agora, eu deixo aqui os meus abraço a todos os que não foram com a gente pra cá e também para os que ficaram por aí. E pra quem pensa que é só no Brasil que tem jeitinho já vou avisando: aqui na China, quando alguém quer conseguir uma boquinha, todo mundo dá um jeito de mexe os pauzinho também!
Assim que eu voltar aí pros cone sul, eu te aviso. (desculpa, mas eu nem liguei meu celular porque eu não sei falar Chinês).
Abraços, do Lula CÁ.Ah! Amanhã os cara qué me levá pra ver As Muralha, mas eu já vi essa minisérie no Brasil. (da internet)

Para lembrar

As aposentadas que morreram no acidente da TAM. Aposentadas, professor Luizinho, dono da reforma da previdência e hoje, no STF.

Recebi do Grozny


Dirceu: de todo-poderoso a quadrilheiro Tribuna da Imprensa 29/8/2007
SÃO PAULO - Mandão por temperamento, batalhador por necessidade, o superministro José Dirceu certamente não imaginava, em junho de 2005, que o destino lhe reservava para os 26 meses seguintes uma descida de ladeira tão longa, tão pública e tão irrecorrível.

Desde o primeiro sinal que lhe passou o inimigo Roberto Jefferson - "Sai daí, Zé, sai rapidinho..." - até a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de processá-lo por corrupção ativa e formação de quadrilha, o outrora temido braço direito do governo Luiz Inácio Lula da Silva viveu cada gota do famoso verso de Shakespeare: "As desgraças, quando vêm, vêm em batalhões."

Como diria seu antigo chefe, nunca ninguém antes, neste País, viu se esfarinhar tão drasticamente seu capital político em tão pouco tempo. Seu reinado nas alturas, ocupando um enorme espaço de ação política que aborrecia o presidente Lula, teve episódios marcantes.

Dirceu convocava outros ministros a seu gabinete. Viajou para Washington e negociou direto com a secretária de Estado, Condoleezza Rice. No caminho ainda se reuniu com Hugo Chávez, em Caracas. Certa vez, quando se preparava uma reforma ministerial e lhe perguntaram se iria perder influência, avisou, meio sério, meio brincando: "Uma parte do poder vai ficar em nome do Zé e outra parte com o Dirceu."

Outras vezes, parecia falar em seu nome, no do ministério, do PT, do Planalto e do Brasil. Quando o mensalão engatinhava, decretou, solene: "Este governo não rouba e não deixa roubar." O primeiro sinal dos novos ventos foi uma brisa leve - o caso Waldomiro Diniz, do qual Dirceu conseguiu sair sem grandes arranhões, em fevereiro de 2004.

O segundo, 15 meses depois, já foi um direto no queixo: a confissão de Jefferson no Conselho de Ética da Câmara, anunciando ao País o mensalão. Dirceu deixou o Planalto com um discurso vigoroso, avisando que "também sabia combater na planície".

Mas as portas da nova casa estavam fechadas. Em meio ao barulho do mensalão, ele viu, já politicamente indefeso, seu nome entrar nas listas de acusados de quebra de decoro. O guerrilheiro não se abalou. Batalhou no Supremo para derrubar as acusações, denunciou "um fuzilamento político", mas, por 293 votos a 192, foi cassado, em 1º de dezembro de 2005.
Saiu do poder, mas o poder não lhe saiu da cabeça. Deixava claro, aqui e ali, que mantinha contatos com o presidente Lula. Em jornais ou em seu blog, continuava se referindo ao governo na primeira pessoa: "Precisamos disto, faremos aquilo...".

A primeira pessoa do plural se recolheu, nos últimos dias, à espera de uma decisão. O peso pesado dos bons tempos do PT vai ter de mostrar, daqui por diante, que sabe se defender no canto do ringue.

Mais do que o Zé Dirceu....


...amei a condenação de Luizinho, vulgo Professor Luizinho, do PT, pelo STF. Foi este deputado (hoje ex-deputado, ex-querda e quase preso, heehehe)...AMEIIIIII.... Creio que ninguém mais do que eu riu tanto, ri sozinha, ri .... aumentou minha serotonina.


Bem feito! Pimenta nos olhos dos outros.... Foi um leal serviçal do Zé Dirceu na Reforma da Previdência de 2003. Esnobou seu poderzinho de m*; bateu nos professores universitários que foram ao Congresso... Ficou na porta do patrão impedindo o Andes de entrar, xingou, sapateou e AGORA, professorzinho,vais ver o que te espera!

Anõnimos disseram:

Anônimo disse...
Essa do Pizzolato foi ótima hahaahhhaahahhahaha.
29 de Agosto de 2007 13:09
Anônimo disse...
Marta acho que o Janene vai processar vc por danos morais. hahhahahahah.
29 de Agosto de 2007 13:15
Anônimo disse...
Sabia que em Maringá tem um predio que fica perto Centro Portuques em que moram o Borba, Joel Coimbra, Nereu Vidal César, o predio é conhecido como Los Gatos hahahahhaha.
Comentário: ri bastante.... hehehe Los gatos..hehehe

Senador responde

Escrevi a vários senadores sobre esta vergonha do Renan. Responderam-me o senador Renato Casagrande e o senador Marconi Perillo. Disseram que defendem o voto aberto.

Peço-lhes um favor: puxem a orelha do velho delegado Tuma: pô! Tuma! Logo vc! Um delegado a serviço do país.! hehehe

Tuma: tuma jeito!

Por Josias de Souza (notícia quentinha)
O corregedor-geral do Senado, Romeu Tuma (DEM-SP), ouviu há pouco o depoimento do servidor de carreira Marcos Santi. Ele afastara-se ontem (29) do posto de secretário-geral adjunto da Mesa diretora do Senado.
Para justificar o gesto, Santi dissera que Renan Calheiros (PMDB-AL) havia pressionado a assessoria técnica do Senado para emitir parecer atestando que a votação do pedido de cassação dele, no Conselho de Ética, teria de ser secreta. Reafirmou a acusação perante o corregedor.

Antes de avistar-se com Tuma, Santi reunira-se com dois dos relatores do Renangate, Renato Casagrande (PSB-ES) e Marisa Serrano (PSDB-MS). Depois do encontro, Casagrande disse ter considerado “muito grave” o relato do servidor.

"O técnico Marcos manifesta opinião que demonstra a gravidade da situação. É um relato de que houve nulidades plantadas [no processo] para beneficiar o senador Renan. Se isso aconteceu, por si só é quebra de decoro parlamentar", disse Casagrande.

Em tese, a acusação de Santi poderia adensar o relatório de Casagrande e Marisa, favorável à cassação do mandato do presidente do Senado. Os relatores optaram, porém, por não incluir a nova encrenca no texto que apresentarão aos colegas de conselho nesta quinta-feira (30). Alegaram que a providência atrasaria o processo, já que teriam que ser reabertos os prazos de defesa.

Ademais, Casagrande manifestou a convicção de que será aberto o voto dos senadores do Conselho de Ética. Confirmando algo que fora noticiado aqui no blog, o senador revelou que apresentará um requerimento exigindo a transparência na votação. O documento será referendado pela maioria dos 15 conselheiros.

Quanto a Tuma, disse que tentará evitar a abertura de um processo administrativo contra Renan. Alega que, em seu depoimento, Marcos Santi disse não ter provas materiais da pressão exercida por Renan. Tratou-se, conforme o relato do senador, de uma “pressão psicológica”.

Ouvido ao chegar no prédio do Senado, Renan foi econômico nas palavras. Disse apenas que a acusação de Santi "não merece nenhum comentário. Quem conhece o meu perfil, sabe que isso não merece comentários."

O repórter não resiste a um comentário: a ser verdade o que diz o servidor do Senado, até ontem submetido às ordens do presidente da Casa, terá sido escrita uma triste página na história do Congresso. Uma página que injeta nos anais da Câmara Alta passagens que a aproximam do cangaço.
Comentário: estamos todos esperando a cassação. Não empatem a coisa, Tuma e cia. O Brasil tá de olho... e vcs, já velhos, estão brincando. Parem!

Frases do Grande Sertão


Do Blog Diadorim e Riobaldo, por João Rosa Netto
Imagem: do mesmo Blog
Mas quando foi que minha culpa começou? O senhor por ora mal me entende, se é que no fim me entenderá.
Mas a vida não é entendível. Digo: afora esses dois — e aquela mocinha Nhorinhá, da Aroeirinha, filha de Ana Duzuza — eu nunca supri outro amor, nenhum. E Nhorinhá eu deamei no passado, com um retardo custoso.

Desiderar




Da Lulu (imagens também)....

desiderar

(revirando arquivos antigos, achei um trabalho que escrevi quando estava no terceiro colegial, sobre amor e desejo, para o curso de filosofia. Resolvi colocar uns pedaços dele aqui. Não coloquei notas de rodapé à época, mas tenho a impressão que minha maior fonte de consulta foi a coletânea O Desejo, organizada pelo Adauto Novaes)
Em Roma, o ato de contemplar os astros, ou o espaço sideral era chamado: "CONSIDERARE". "SIDERIS" quer dizer Estrela, ao passo que "SIDUS" é o nome dado aos astros na linguagem dos adivinhos romanos. Os adivinhos eram pessoas que observavam os astros e através de seus passos percebiam os passos da vida humana, podendo assim prever seu futuro.
No entanto, havia aqueles que, descrentes, desistiam de "considerar". Em Roma, quando um homem já desesperançado, miserável, mal mesmo, desistia de contemplar os astros, e passava a olhar para si mesmo, o verbo mudava. Nasce a palavra "desiderare", que significa algo como "a curtiçåo da ausência. "Desiderium" significa, sobretudo, Perda, ausência, falta. Quando se priva de saber sobre o futuro e cai-se na roda da incerteza, dessa roda, nasce o desejo. Desiderar é buscar um preenchimento de algo que seja palpável, ansiar, apetecer, ser atraído, pelas coisas da Terra. É sobretudo, o abandono da contemplação.

Do Verbo desiderar, nasce o substantivo DESEJO, O HOMEM PASSA A CRIAR SEUS PROPRIOS PASSOS, os quais seguem o caminho que ele mesmo criou.Olhem o final, como o trabalho acaba. Eu achei tão adolescente, e tão bonito, que fiquei até emocionada, e resolvi colocar aqui:
O Homem precisa daquilo que lhe escapa. É necessário, mesmo nos tempos mais racionais, de menos estrelas, viver a experiência do sublime, do incontrolável. Um homem precisa ter a sorte de ser carregado, de criar asas e sair voando, pelo menos uma vez na vida. O contrário significaria muitas dor, nas pernas. O pensador contemporâneo tenta hoje entender as leis do amor, assim como outrora tentaram entender as leis celestiais... É o homem buscando o controle daquilo que o controla. Daquilo que suas mãos não pegam, que é brilho e luz puro. O amor e as estrelas colocam o homem no seu devido lugar.
Fazem o bicho homem viver que nem gente. Não há bicho que pare pra olhar as estrêlas, não há bicho que conheça o amor. As estrelas mostram ao homem sua pequenês e falta de brilho físicas. O amor lhe mostra sua pequenês e falta de brilho espiritual. Em ambos os casos, o sugerido é a busca. Não somos tão belos assim e isso permite que vivamos a sorte do pardal que é marrom e canta mal. Os pássaros vistosos foram todos presos ou estão em extinção. O Universo, e o Amor são provas concretas da existência de mais, prova de que pecisamos, precisamos. Não por luxo, mas por necessidade. É uma alegria poder ver as estrelas e pensar que, se a terra explodir, não vamos saber tanta falta assim. É um alívio poder se apaixonar, ver estrela, e viver feito gente.Enfim... essa era (é) a lulu, aos dezessete.
Comentário: Oh, Lulu, tão bonito! A gente aprende primeiro a olhar as estrelas, considera, depois na adolescência, desidera...olha para si e o mundo...e passa a andar, as vezes, olha as estrelas sentindo saudade da fase mítica...

Analfabetismo e criminalidade

Imagem: Blog da Lulu, Georges de la Tour


Analfabetismo e criminalidade
Um estudo divulgado esta semana pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) demonstra que a educação funciona como um verdadeiro escudo contra homicídios. De acordo com a pesquisa, a diferença entre as taxas de homicídio de um indivíduo com 1 a 3 anos de estudo e outro com formação universitária é de 164 mortes por 100 mil habitantes, número este considerado extremamente elevado pelo autor do estudo. Os resultados deixam claro que o estímulo à educação é uma das melhores políticas públicas para a redução de mortes provocadas pelo aumento da violência.Leiam no Contas Abertas. E juntem os dados ao retrato feito no livro "A cabeça do brasileiro".


Comentário: É ótimo ler isso. Li, também, no site da USP, que o aumento da escolarização entre mulhures diminui a mortalidade infantil. E todos sabemos que quanto mais estudamos, mais nos afastamos das mentiras dos deputados, senadores e presidente e vereadores, da canalha toda.

Os 40, sem o ALI BABA

Por Roberto Romano
Os 4o, sem Ali Baba...
STF torna todos os 40 acusados do mensalão réus
Da redaçãoEm São Paulo*OS RÉUS NO SUPREMO E OS CRIMES DE QUE SÃO ACUSADOS
José Dirceu (ex-ministro da Casa Civil) - corrupção ativa e formação de quadrilha
José Genoino (ex-presidente do PT) - corrupção ativa e formação de quadrilha
Delúbio Soares (ex-tesoureiro do PT) - corrupção ativa e formação de quadrilha
Silvio Pereira (ex-secretário geral do PT) - formação de quadrilha
Duda Mendonça (publicitário) - lavagem de dinheiro
Zilmar Fernandes (sócia de Duda Mendonça) - lavagem de dinheiro
José Borba (ex-deputado federal pelo PMDB) PARANÁ - corrupção passiva (PÕE PASSIVA NISSO)
Roberto Jefferson (ex-deputado federal pelo PTB) - corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Romeu Queiroz (ex-deputado federal pelo PTB) - corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Emerson Palmieri (ex-tesoureiro do PTB) - corrupção passiva e lavagem de dinheiro
José Janene (ex-deputado federal, PP-PR) - corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha (PÕE QUADRILHA NISSO)
Pedro Henry (deputado federal, PP-MT) - corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Pedro Corrêa (ex-deputado federal, PP-PE) - corrupção corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
João Cláudio Genu (ex-assessor do PP) - corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Enivaldo Quadrado (empresário) - formação de quadrilha e lavagem de dinheiro
Carlos Alberto Quaglia (empresário) - formação de quadrilha e lavagem de dinheiro
Valdemar Costa Neto (deputado federal pelo PR) - corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Jacinto Lamas (ex-tesoureiro do PL) - corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Bispo Rodrigues (ex-deputado federal do PL) - corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Antônio Lamas (ex-tesoureiro do PL) - lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Breno Fischberg (empresário) - formação de quadrilha e lavagem de dinheiro
Marcos Valério (publicitário) - corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
João Paulo Cunha (deputado federal, pt) - corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato
Luiz Gushiken (ex-ministro) - peculato
Paulo Rocha (deputado federal PT-PA) - lavagem de dinheiro
Anita Leocádia (assessora parlamentar) - lavagem de dinheiro
João Magno (ex-deputado federal PT-MG) - lavagem de dinheiro
Professor Luizinho (ex-deputado federal PT-SP) - lavagem de dinheiro UEBAS!!!!
Anderson Adauto (ex-ministro dos Transportes) - lavagem de dinheiro e corrupção ativa
José Luiz Alves (ex-assessor de Anderson Adauto) - lavagem de dinheiro
Simone Vasconcelos (ex-diretora da SMPB) - lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Geiza Dias (ex-auxiliar da diretoria das empresas de Valério) - lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Rogério Tolentino (advogado) - lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Cristiano Paz (publicitário) - corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Ramon Hollerbach (publicitário) - corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Kátia Rabello (ex-presidente do B. Rural) - gestão fraudulenta de instituição financeira e formação de quadrilha
José Roberto Salgado (ex-vice-presidente do B. Rural) - gestão fraudulenta de instituição financeira e formação de quadrilha
Ayanna Tenório - (ex-vice-presidente do B. Rural) - gestão fraudulenta de instituição financeira e formação de quadrilha
Vinícius Samarane (ex-diretor do B. Rural) - gestão fraudulenta de instituição financeira e formação de quadrilha
Henrique Pizzolato (ex-diretor do BB) - peculato (2x), corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Este Henrique Pizzollato é aquele que ganhava R$40 mil reais por Mês e achava pouco conforme declarou na CPI. Era da corrente (ou é ainda) Tendência Socilalista do PT. Imagine se fosse da tendência capitalista do PT!
O STF (Supremo Tribunal Federal) recebeu nesta terça-feira (quinto dia de julgamento do caso 'mensalão'), por unanimidade, a denúncia de lavagem de dinheiro contra o publicitário Duda Mendonça e sua sócia, Zilmar Fernandes.
Com a decisão, o Supremo tornou réus todos os 40 acusados de envolvimento no esquema do 'mensalão' (suposto esquema de desvio de dinheiro público e de compra de apoio político no Congresso).recebeu nesta terça-feira (quinto dia de julgamento do caso 'mensalão'), por unanimidade, a denúncia de lavagem de dinheiro contra o publicitário Duda Mendonça e sua sócia, Zilmar Fernandes.
Agora, o Supremo avalia as acusações de lavagem de dinheiro e evasão de divisas contra o publicitário Duda Mendonça e sua sócia Zilmar Fernandes, além de Marcos Valério e seus sócios e os dirigentes do Banco Rural.Formação de quadrilha.
Por maioria de votos, o STF recebeu nesta terça a denúncia de formação de quadrilha contra o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. Na segunda-feira, o Supremo já havia tornado Dirceu réu pelo crime de corrupção ativa. O mesmo não aconteceu com a denúncia de peculato, da qual o ex-ministro escapou, na última sexta-feira.
O tribunal também aceitou a denúncia de formação de quadrilha contra o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, o ex-presidente do partido José Genoino e o ex-secretário geral do partido, Silvio Pereira, que tornou-se réu no processo pela primeira vez, tendo escapado das denúncias de peculato e corrupção ativa durante o julgamento.Com exceção de Ricardo Lewandowski, os demais ministros do STF votaram a favor do recebimento da denúncia de formação de quadrilha contra Dirceu.
Em relação a Delúbio e a Silvio Pereira, a decisão foi unânime.
Os ministros Eros Grau e Ricardo Lewandowski rejeitaram a denúncia contra Genoino, que foi aceita pela maioria dos ministros.
Segundo o relator Joaquim Barbosa, não restaram dúvidas na denúncia do procurador-geral Antonio Fernando de Souza de que Dirceu foi o "principal articulador da engrenagem do esquema, garantindo-lhe o sucesso". "Ele (Dirceu) tinha o domínio funcional de toda a sistemática de transferência ilegal de recursos a parlamentares", salientou o relator.
Também por formação de quadrilha, o STF decidiu abrir processo nesta terça contra Marcos Valério, Cristiano de Mello Paz, Ramon Hollerbach, Rogério Tolentino, Simone Vasconcelos, Geiza Dias, Kátia Rabello, José Roberto Salgado, Ayanna Tenório e Vinícius Samarane.
Falsidade ideológica
O tribunal não recebeu a denúncia de falsidade ideológica contra Marcos Valério. Segundo o relator, o argumento da procuradoria de que o publicitário deixou formalmente, em 1999, o quadro social da empresa SMP&B e, a partir de então, utilizava sua mulher, Renilda, como testa-de-ferro nas negociações, não se sustenta, uma vez que Marcos Valério continuou atuando na empresa por meio de procuração lícita.
Entre os ministros, Carlos Ayres Britto foi o único a aceitar a denúncia. "A verdade sempre se dá num contexto. E é nisso que sustento que o fato de ter se retirado da empresa representa o crime, e não mera coincidência. A exclusão dele mascara uma realidade", afirmou ao fazer seu voto, que foi vencido pelos demais ministros.
Todos réus
O Supremo tornou todos os 40 acusados no esquema do mensalão réus no inquérito. Na segunda-feira, o STF havia autorizado a abertura de processo contra políticos e membros dos partidos da base aliada do governo Lula PP, ex-PL, PTB e PMDB. O ex-ministro dos Transportes Anderson Adauto também será processado. Adauto responderá pelo crime de corrupção ativa. Segundo o procurador Antonio Fernando de Souza, o ex-ministro tinha "pleno conhecimento do esquema de corrupção"."Antes de mais nada, é preciso que os cidadãos desta República tenham direito a um governo honesto, tenham direito a legisladores probos, administradores honestos e a juízes incorruptíveis. O resultado do julgamento vai traduzir essa mensagem: ninguém, ninguém, está acima das leis da República", disse o ministro Celso de Mello, mais antigo membro do tribunal.
O ministro Marco Aurélio Mello calcula que o STF levará dois anos e meio para julgar a ação penal do mensalão.Atualizada às 15h46

A história mostra...

O filho mais velho do ditador norte-coreano Kim Jong Il teria regressado à lista de candidatos para sucedê-lo, informou nesta segunda-feira o jornal sul-coreano "Chosun Ilbo".
Kim Jong-nam, de 36 anos, ocupa desde junho passado um cargo-chave dentro do Partido dos Trabalhadores, uma formação única que preside com mão-de-ferro o país, afirma o periódico. G1Como Cuba, é modelo de muitos petistas.
PS: O partido nazista também se chamava Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães (Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei).Quanto sangue, quanta tirania, quanto desatino usando o nome dos trabalhadores...Viva a democracia!
Comentário: Concordo em gênero, número e caso!Roberto Romano

Excelente análise


CORREIO POPULAR de Campinas, 29/08/2007 por Roberto Romano

O IMPÉRIO DE MATUSALEM, SOBRE AS OLIGARQUIAS DOS PARTIDOS POLÍTICOS BRASILEIROS.

Em eventos jornalísticos ou acadêmicos (entrevistas, palestras, seminários) insisto sobre um fato estratégico negligenciado na crítica especializada. Sem a profunda democratização dos partidos, nenhuma reforma política pode ocorrer no Brasil. Normas disciplinares sobre a fidelidade partidária, penalidades aos que vivem fora da lei e no entanto são legisladores, representam paliativos, usados contra um mal duplo.

A excessiva centralização do país no Executivo é o primeiro maleficio. Enquanto os prefeitos e governadores forem desprovidos de autonomia legal e financeira, os deputados federais e integrantes do Senado serão apenas intermediarios de recursos para suas regiões. É o apoio ao Presidente da República em troca de verbas. Daí, a busca do partido mais apto para o referido comércio. Se uma organização partidária não tem força na feira do Congresso Nacional, o parlamentar segue para outra, rentável para as suas bases eleitorais.

O país é um império disfarçado de república federativa e os Estados se organizam em oligarquias que operam no Legislativo e Judiciário federais por meio de representantes eleitos ou togados. Dessas oligarquias amplas, surgem as partidárias, que sufocam o organismo politico, definem quem será escolhido como candidato, o programa, as alianças, promessas favoráveis e chantagens contra o governo federal, etc.O ponto acima indicado não é privilégio brasileiro. A situação de nossa terra, no entanto é pior do que a de outros países.

Um analista da cultura política, N. Elias, descreve a oligarquização dos partidos no alvorecer do nazismo. Hitler soube, diz o autor, aproveitar a estrutura gerontocrática dos partidos tradicionais, e forneceu aos jovens a ascensão na carreira política. O mesmo ocorreu, adianta Elias, na República de Bonn, após o império nazista.

As carreiras civis estavam fechadas aos jovens, também as políticas. Quem, dentro os mais moços nos anos 70 do século 20, não conseguia emprego ou não subia na carreira, foi tentado pelo terrorismo. Se o Mercado e a politica não abriam oportunidades, o indicado seria colocar bombas contra eles. Silogismo simplório, mas real, em qualquer país. Cito o livro “Os Alemães” de Elias : “Os partidos coagulam-se em associações hierárquicas lideradas por um grupo mais velho, tendo por consequência que, dentro deles, as gerações mais jovens, com frequência, só podem ascender com muita lentidão (…).

Nos Estados multipartidários, apesar da competição entre partidos, também existe uma perceptível tendência para os canais intrapartidários de mobilidade ascendente serem reduzidos ou bloqueados e, por conseguinte, para as gerações mais jovens serem excluídas de posições políticas onde é possível a tomada de decisões mais ou menos independents. Essa situação leva repetidamente ao arrefecimento da disposição dos mais jovens membros do partido para discordar, contribuindo, assim, de modo considerável, para a pressão no sentido da conformidade intrapartidária.

Por isso as formas de oposição extra-partidária e extraparlamentar oferecem, com frequência, às gerações mais jovens, a única oportunidade para expressar objetivos politicos e sociais …”. Na Alemanha, a saída para os jovens foi o terrorismo. No Brasil, os jovens encontram para se expressar, fora dos partidos dominados pelas oligarquias, o tráfico de drogas, a violência ilimitada contra os pobres, a indiferença diante dos problemas coletivos.

Os donos dos partidos cometem duplo crime ao açambarcar as direções. Usam os cargos para fins próprios e empurram os jovens para longe da política, rumo à ilegalidade, menos hipócrita do que a praticada por suas Excelências com foro privilegiado. É preciso que a cidadania —jovem ou madura— entre para os partidos e alí derrube os corruptos arcaicos que neles imperam. O apoliticismo dos bons é benção para os improbos da república.

Anônimo perguntou:


Marta: -- a pergunta é se o blog Noticias da Provincias é seu?


Resposta: -- não, não é meu, não. Escrevo também no Factorama, como está na minha inscrição no Google. Pelo que leio no Blog Notícias da Província trata-se de uma pessoa (como já me escreveu) bem diferente de mim. Deve ser do sexo masculino, trabalha em uma função próxima dos dirigentes empresários da cidade, parece gostar do PT (pelo menos em parte dele), já ficou bravo comigo duas vezes (uma disse-me para pegar minha pochete e ir ao movimento cansei e outra por uma charge do Lula faltando um dedo, o da ética). Mas, indico-o pela inteligência na escrita, argumentos interessantes.... Não sou tão má assim. Leio blogs de quem discordo. Só não gosto de burrice! Já fui chamada de asna, mas de anônimo furioso, isso é um elogio: significa que é ele ...o tal...

______

A crítica da pochete relevei, pois acho as pochetes horríveis. Sou mais chique, só não tenho dinheiro para comprar coisas mais finas. heheheheh Se tivesse compraria.


Hoje entrou aqui neste Blog, um cajo dizendo que ganho R$15mil! Puxa! Seria ótimo ganhar isso (eu mereço!) .... Mas, a direita só quer dindim pros cajos deles, não?


Tem mais: o salário de professores primários poderia ser, de acordo com a Fundação Getúlio Vargas, R$5.700,00 reais. Seria um salário que um doutor ganha aquineste Estado do Requião. Penso que um bom salário para quem educa crianças e precisa estudar tanto quanto um doutor.

Salário de R$15 mil...deve ser os dos vereadores juntando as platas...mais computador de graça (laptop top...top...top), carro de R$70 mil, e outras coisitas más....

Má-ringa


Muita gente escreve aqui dizendo que serei candidata a prefeita da Má-ringa e blá blá....

GeNteM! acalmem-se: ---- Eu sou do Clube do Groucho Max (Marx). Não entro em Clube para o qual sou convidada! hehehehehehehehehe
Imagem: pintura de Magritte, um dos meus prediletos

Yes, its mine!


Anônimo perguntou:--- Marta, este blog é seu?

Resposta: --- Yes, its mine! Meu e de meus amigos virtuais, inteligentes! Inteligentes, é claro! Ainda existe vida inteligente no mundo do Lula! heheheheehehehe

Verdade...

Do Blog Vitória de Samotrácia
HISTORINHA CURTA E MÍTICA SOBRE OS VESTIDOS DA VERDADE
Ninguém ainda viu um dragão voando com as tripas para fora, céu a dentro. Se isso aconteceu foi no tempo da verdade revelada pelo poeta, quando deuses se escondiam atrás das moitas e se transformavam no que bem entendiam.
No tempo em que os bichos falavam, a verdade era um animal selvagem, negociador com as forças da natureza. Depois veio a verdade do guerreiro, compartilhada do mesmo modo como eram compartilhados os despojos de guerra. Todos falavam fingindo se ouvir. Se alguém desconfiava do jogo, fingia não desconfiar.
O medo tem um corpo de nove metros e é entre os centímetros desse corpo gigantesco que a verdade gosta de se esconder. Os homens de duas cabeças fogem léguas do corpo do medo.
Um dia - dizem - surgiu um homem que disse ser o caminho, a verdade e a vida. Era um corpo pronto, de tamanho normal, sem perigos, sem ameaças. A Verdade-Dragão caiu do céu mortinha na terra. Os homens de duas cabeças invadiram esse corpo e esqueceram nele de todo o medo. Deixaram a coragem nas mãos da lua e ela morreu de insolação lunar. O raciocínio parou na altura dos ombros do mundo. E a verdade morreu crucificada, entre o caminho e a vida.
Aqueles que não entraram no corpo do Verdadeiro Corpo Morto Vivo são sombras amarelo-claras de um incêndio com vida inédita: têm luz própria mas o medo eterno faz com que todos as vejam como fogo-fátuo.
Ninguém quer saber da verdade. A verdade é a sombra branca de um fantasma de luto

Surra em professores e alunos em Foz do Iguaçu....ÊTA, Paraná!

Do Ronald, blogueiro e pai de um aluno do Colégio ditador (aliás qual não é???)

Dulce Wernke Zinn, chefe do NRE - Núcleo Regional de Ensino de Foz do Iguaçu -, passa a ser a bola da vez do noticiário da terra das cataratas, tudo devido ao impasse que acontece no Colégio estadual Barão do Rio Branco, onde por coincidência estuda meu filho. Para meus nobres preclaros entendam o caso, sugiro uma rápida visita ao site Megafone e volte depois para acompanhar meu raciocínio à respeito dos fatos.
De todas as desculpas e motivos que a levaram à referida chefe a tomar as providências em ralação aos professores transferidos, posso adiantar para uma análise mais detalhada dos amigos, o que segue:

1 - Como pai de aluno, frequentador do educandário desde 2005, em nenhum momento tanto a direção, professores ou então representantes do NRE fizeram qualquer tipo de convocação aos país para discutir a respeito do assunto ou se foi feito, foi muito bem direcionado.
2 - Toda a divergência se encontra embasado nas denúncias feitas à antiga diretora, Sra. Márcia Maria Egídio, por gestão fraudulenta nos recursos do referido colégio.
3 - Ao que tudo indica, a direção da APM ligada a exonerada professora, é diretamente ligada à cúpula do NRE que determinou o afastamento exatamente dos 4 mestres que denunciaram as falcatruas, não seria em tempo de uma auditoria completa no Conselho Fiscal daquela agremiação naquele período? Pois tal conselho "deveria" ser o primeiro a denunciar o esquema e se não o fez, trata-se de cumplicidade.

Mas voltando aos fatos e pelo que a Polícia Militar fez aos professores, cabe uma pergunta. A chefe do NRE bem como o comandante da operação são pessoas preparadas piscologicamente para lidar em situações onde a opinião e o direito de expressão de cada um é constitucional? Acredito que não! Na questão da Chefe do Núcleo podemos considerar duas hipotses a saber: Ou ela não conseguiu o consenso entre as partes (sendo que uma já era ré e foi destituída do cargo) e aceitou pressão por terceiros com intere$$es$ individuais ou então, agiu de forma ditatorial arrumando argumentos onde sua vontade, e nada mais que sua vontade, fosse a lei.
No caso do comandante, quando um policial qualquer pelo menos arranha um assassino menor de idade passa pelos maiores constrangimentos possíveis e agora que houve agressão à um cidadão, virá em cena dizer que é um outro tipo de caso cuja circunstância não requer maior evidência? Vai ficar por isso mesmo?
E o pessoal da OAB e sua postura de defesa dos direitos humanos, vai dar a cara ou professor não é humano ou então falta tempo para defendê-los, já que a quantidade de marginaizinhos à solta merece uma cobertura maior.
Fica aqui, então a minha indignação. O que se faz com o ensino no Brasil é prá lá de palhaçada financiada por chefes e comandantes incompetentes, ligados à um secretário que por sua vez é membro de um governo estadual que faz parte de um governo federal cuja incompetência é maior ainda pois, pois não ter capacidade de gestão pode até não ser defeito mas, nomear menos incapazes que eles, extrapola o bom senso do cidadão de bem. No mínimo, o próximo ato seria exonerar a referida chefe e nomear alguém com capacidade e imparcialidade para resolver a situação pois, nossos filhos estão sem aulas.
Comentário: para entender a CHEFE leia, EScuta, Zé Ninguém, do Reich (tem o livro na internet). Não há política autoritária que não passe pela questão da libido... (ou da falta de ...).

Eclipse de ontem

Disse o Solda:
Fotografia feita em San José, capital da Costa Rica, mostra eclipse lunar nesta madrugada. E eu marquei bobeira porque levantei às 5 da matina pra ver o bicho. O céu estava tipicamente curitibano e necas de pitibiriba. Fiquei a ver navios. Soruda-san.
Comentário: Ontem choveu bem em Maringá. Minha luneta não funciona mais. San Jose, ah, que bom, lá viram esta linda lua.
Foto: Reuters

Braziu!

Braziu!

Arquivo do blog

Marcadores